Fale connosco
1

Identificação da Entidade Gestora

Identificação e contactos da entidade gestora (AdC -Águas de Cascais, S.A.) responsável pela gestão e exploração conjunta dos serviços públicos municipais de captação, tratamento e distribuição de água para consumo público, do Concelho de Cascais.

2

Identificação da Fatura

Nº de Cliente: Este é o número que o vai identificar nos contactos que pretenda fazer com a Águas de Cascais. Por este motivo deve tê-lo sempre presente. O número de cliente nunca muda ao longo do seu contrato.

N.º da Fatura: Identifica o número do documento. Este número difere sempre, de fatura para fatura.

Data de Emissão: Data em que a Águas de Cascais emitiu o documento.

Data de Vencimento: Data limite de pagamento. Data até à qual o pagamento da fatura deve ser efetuado.

3

Resumo dos valores faturados e consumos diários

Consumo Faturado: Resultado do somatório dos consumos reais e/ou estimados. No caso ilustrado, são 59m³ (consumo real).

Consumo Diário: Consumo calculado com base no consumo faturado, a dividir pelo número de dias decorridos entre o período de consumo.
No caso ilustrado, considerando as datas de 10/05/17 a 11/09/17, decorreram 124 dias. O consumo diário é então 59m³/124dias, ou seja, 0,48m³/dia.

Valor diário Águas de Cascais: Somatório dos valores associados aos serviços de Água e Saneamento a dividir pelo período de faturação.
No caso ilustrado, será o valor total das Contas Águas de Cascais (24,52€), a dividir pelo período de faturação (31 dias entre 12/08/17 e 11/09/17), ou seja, 24,52€/31 dias= 0,79€/dia.

Total Águas de Cascais: Valor total das Contas Águas de Cascais. No caso ilustrado, será o somatório das tarifas Fixas e Variáveis de Água e Saneamento (24,39€) + Serviços/Juros de Mora (0,13€)= 24,52€.

Total Contas de Terceiros + IVA: Somatório dos valores de outras entidades relativos a taxas diversas + IVA.
No caso ilustrado, será o somatório das tarifas de RSU (6,34€) + TRH Água e Saneamento (0,33€)+ TCQA (0,02€) + IVA (1,48€)= 8,17€.

Total da Fatura: Somatório de todas as parcelas da fatura: Contas Águas de Cascais + Contas de Terceiros + IVA.
Somatório de 24,52€ (Águas de Cascais) + 6,69€ (Contas de Terceiros) + 1,48€ (IVA) = 32,69€.

Consulte também no Helpcenter:
Alterar periodicidade da minha fatura.

4

Nome e morada para envio das faturas

Identificação do titular do contrato e da morada para envio de faturas (a morada para envio de faturas pode não ser a mesma morada do local de consumo). No caso ilustrado, a morada para envio de faturas é diferente da morada de consumo.

5

Informação para comunicação de leitura e identificação do débito direto

Dados Leitura: Nesta área encontra os canais através dos quais pode comunicar a leitura e a qual a data preferencial para o fazer. Importante: Quando comunicar a leitura, não se esqueça de mencionar o seu número de cliente (veja no campo 1 deste tutorial qual o número de cliente). No caso ilustrado, a data ideal para comunicar a leitura seria no dia 11 de outubro de 2017.

Consulte também no Helpcenter:

Qual a melhor forma para comunicar a leitura?

Porque é que a leitura que comuniquei não foi considerada na fatura?

ADC e ID CREDOR ADC – Autorização de Débito em Conta. Esta é a designação habitualmente utilizada no âmbito da SEPA (Single Euro Payments Area/ Área Única de Pagamentos em Euros).
Se for intenção do Cliente, o mesmo dá autorização de Débito em Conta ao Credor (Águas de Cascais) e é este último que inicia o processo de ativação da ADC SEPA.
ID CREDOR – Identificação do credor Águas de Cascais.

Consulte também no Helpcenter:

Quais as formas de pagamento da fatura?
Alteração de Faturação e Pagamentos (Adesão ao Débito Direto – SEPA)

https://www.bportugal.pt/perguntas-frequentes/260

6

Campo de Mensagens

Espaço reservado para mensagens da Águas de Cascais para os seus Clientes.

7

Conta do Cliente

Valor a Débito: Valores que se encontram pendentes para pagamento relativos a fatura(s) anterior(es).
No caso ilustrado, não existem valores em dívida por liquidar, relativos a documento(s) anterior(es).

Valores a Crédito: Valores que se encontram pendentes para crédito relativos a documentos anteriores.
No caso ilustrado, não existem valores a serem creditados.

Fatura atual: Valor a pagar da fatura atual.
No caso ilustrado, o valor da fatura é de 32,69€.

Saldo atual: Valor final a pagar/receber depois de calculados/considerados os valores a débito, a crédito e valor da fatura atual.
No caso ilustrado, como não existe um valor anterior em dívida (valor a débito: 0,00€) e não existe um valor a crédito (0,00€), o total a pagamento resultante do encontro de todas as rúbricas, será apenas o valor da fatura atual, ou seja, 32,69€.

Consulte também no Helpcenter:

Esqueci-me de pagar a fatura. O que faço?

Qual a consequência do incumprimento do pagamento?

8

Leituras e Consumos

Gráfico de consumos (lado esquerdo): Consumo faturado nos últimos meses em volume (m³).

Informação de leituras/consumos e gráfico horizontal (lado direito): Informa se existe alguma leitura efetuada pelo Cliente ou Empresa, considerada para efeitos de faturação.
No caso ilustrado, existem dois registos de leitura. O primeiro registo, feito pelo Cliente a 10 de maio de 2017 (leitura de 1591m³) e um segundo registo feito pelo leitor da Empresa, a 11 de setembro de 2017 (leitura de 1650m³). É com base nestas datas que é apurado o período de consumo, que neste caso é de 125 dias.
No gráfico horizontal o consumo registado entre leituras totaliza 59m³, volume este, que diz respeito, na sua totalidade a consumos reais/medidos resultantes da diferença entre as duas leituras registadas (1650m³ – 1591m³) nas datas entre 10/05/17 e 11/09/17.

Consulte também no Helpcenter:
Porque é que a minha fatura apresenta um consumo real + estimativa?
Porque é que a leitura que comuniquei não foi considerada na fatura?
Como são calculadas as estimativas?

9

Dados do Contrato

Período de faturação: Intervalo do tempo a que se refere esta fatura.
No caso ilustrado, trata-se de uma fatura mensal, já que o período de faturação reflete 31 dias (de 12 de agosto a 11 de setembro de 2017). É com base nestas datas que são calculadas as tarifas fixas (Tarifa de Disponibilidade, Tarifa de Saneamento Fixo e RSU Fixo).

Entidade nº: Número que identifica o titular do contrato. A mesma Entidade pode ter vários contratos, cada um com um número de cliente diferente.

Nome e NIF: Informação respeitante ao titular do contrato.

Local de Consumo: Informação que identifica o local de consumo (morada, tipo de tarifário, dados do contador instalado).

Consulte também no Helpcenter: 

Qual é a melhor forma de receber a fatura?

Alterar Periodicidade da fatura

Qual a vantagem de receber fatura bimestral?

Que tipos de tarifário existem?

10

Campo de Mensagens

Espaço reservado para mensagens da Águas de Cascais para os seus clientes.

11

Dados para Pagamento

Se paga as suas faturas por Débito Direto (SEPA):

Entidade Bancária e IBAN através da qual é feito o pagamento das faturas.

Código Entidade: Número que identifica o titular do contrato.

Conta Cliente nº: Informação interna da Empresa.

Data limite de Pagamento: Data na qual é efetuado o débito na conta.

Valor a Pagamento: Valor total que se encontra a pagamento. Pode refletir apenas o valor desta fatura ou também incluir valores de faturas anteriores ainda não liquidadas.

Se paga as suas faturas através de agentes Payshop, Multibanco ou numa das Lojas Águas de Cascais: 

Talão de Leitura Ótica: Código(s) que identificam os valores a pagamento.

Código Entidade: Número que identifica o titular do contrato.

Conta Cliente nº: Informação interna da Empresa.

Data limite de Pagamento: Data limite para efetuar o pagamento nos restantes canais.

Valor a Pagamento: Valor total que se encontra a pagamento. Pode refletir apenas o valor da fatura atual ou também incluir valores de faturas anteriores ainda não liquidadas.
No entanto, e nos casos em que existem valores anteriores em dívida, poderá optar por liquidar apenas o valor da fatura atual (pagamento exclusivo nas lojas) ou o valor total em dívida (valor anterior em dívida + valor da fatura atual) através de qualquer canal de pagamento. Neste caso, esta última opção será sempre a mais aconselhada, de forma a evitar eventuais suspensões no fornecimento de água por falta de pagamento e respetivos custos.

12

Contas de Águas de Cascais

Neste campo vai conseguir encontrar todas as rúbricas que dizem respeito aos serviços prestados pela Águas de Cascais (Água e Saneamento).

1. Água:
a) Água: É a componente variável/volumétrica da tarifa, traduz o volume de água consumida (m³) no período de consumo e é expressa de forma progressiva de acordo com os seguintes escalões de consumo (m³ por cada 30 dias):
a) 1.º escalão: 0 até 5;
b) 2.º escalão: 6 e até 15;
c) 3.º escalão: 16 e até 25;
d) 4.º escalão: > a 25.

Como são calculados os escalões:
1º Para conseguir calcular o volume e valor dos escalões, em primeiro lugar, é preciso saber qual é o período de consumo em causa. Só depois de calculado o período de consumo, se podem apurar os escalões.
2º Uma vez apurado o período de consumo, pode dar-se início ao escalonamento dos consumos: Escalonamento dos consumos reais e escalonamento dos consumos estimados (caso existam).

Cálculo do Período de Consumo: Chama-se Período de Consumo ao número de dias que decorrem entre as datas das últimas duas leituras registadas para efeitos de faturação.
No caso ilustrado, o período de consumo é de 125 dias (número de dias entre 10 de maio e 11 de setembro).
Volume total: 59m³

Para cálculo do 1º Escalão: 5m³/30 dias*período de consumo.
No caso ilustrado:
5m³/30 dias * 125 dias= 20,80m³.

Para cálculo do 2º Escalão:
Volume remanescente a considerar no 2º Escalão= 59m³ – 20,80m³ = 38,20m³

b) Tarifa de Disponibilidade: É a componente fixa da tarifa e reflete os custos que a Empresa tem com a gestão, manutenção e ampliação da rede de distribuição de água. É expressa em euros por cada 30 dias.
Como é calculada a tarifa: Valor calibre contador instalado * 12 meses / 365 dias, multiplicado pelo nº dias do período de faturação. Veja qual o calibre do contador no campo 9.

2. Saneamento:
a) Saneamento Variável: É a componente variável da tarifa, apresenta-se em percentagem e é calculada em função do volume de águas faturada durante o período de faturação.
Como é calculado: Percentagem (%) * Valor da água faturada (€). Consulte a percentagem que serve de base para este cálculo no tarifário em vigor.

b) Saneamento Fixo: É a componente fixa da tarifa e é apurada em função do período de faturação e é expressa em euros por cada trinta dias.
Como é calculado: Valor calibre contador instalado * 12 meses / 365 dias, multiplicado pelo nº dias do período de faturação. Veja qual o calibre do contador no campo 9.

3. Outros serviços/Juros de Mora:
Nesta área pode encontrar-se a descrição de outros serviços prestados pela Águas de Cascais relativos a Água e/ou Saneamento.
No caso ilustrado, figura apenas um encargo relativo aos juros de mora de uma fatura anterior.

4. Dedução de Estimativas:
Dedução de estimativas é uma devolução dos valores que foram anteriormente estimados por ausência de leitura. Sempre que for emitida uma fatura que inclua uma estimativa, os valores de consumo de água e respetivas tarifas variáveis serão deduzidos/devolvidos na fatura seguinte emitida com leitura real, sendo o escalonamento adaptado ao respetivo período de leitura.

Nota: Veja qual é o seu período de consumo no campo 8 deste tutorial. Veja qual é o seu período de faturação no campo 9 deste tutorial.

13

Contas de Terceiros

Neste campo vai conseguir encontrar todas as rúbricas que dizem respeito aos serviços prestados por terceiros e cujas receitas, apesar de faturadas via Águas de Cascais, são entregues, na íntegra, às entidades referidas, constituindo-se, neste caso, a Águas de Cascais, mero intermediário no processo de faturação:

1. Taxa de Controlo da Qualidade da Água: Receita da Entidade Reguladora de Água e Resíduos (ERSAR). Taxa relativa à regulação da qualidade da água para consumo humano, pela ERSAR. Veja como é calculada em www.ersar.pt

2. a) TRH Água (Taxa de Recursos Hídricos Abastecimento de Água) e b) TRH Saneamento (Taxa de Recursos Hídricos Águas Residuais Domésticas): Receitas da Agência Portuguesa do Ambiente (APA). A taxa de recursos hídricos é um instrumento económico e financeiro que prevê compensar o benefício que resulta da utilização privativa do domínio público hídrico, o custo ambiental inerente às atividades suscetíveis de causar um impacte significativo nos recursos hídricos, os custos administrativos inerentes ao planeamento, gestão, fiscalização e garantia da quantidade e qualidade das águas, bem como contribuir para a sustentabilidade dos serviços urbanos de águas, com vista a promover o acesso universal à água e ao saneamento, a um custo socialmente aceitável. Veja como é calculada em www.apda.pt

3. RSU Variável e Fixo (Resíduos Sólidos Urbanos): Receita da Câmara Municipal de Cascais (CMC). Caracteriza-se por uma componente fixa (RSU FIXO), expressa em euros por cada 30 dias e uma componente variável (RSU VARIÁVEL), expressa em euros e calculada em função do volume de m³ de água faturada. Saiba mais em www.cm-cascais.pt.

14

IVA

Neste campo vai conseguir encontrar as rúbricas cujas receitas, apesar de serem faturadas via Águas de Cascais, referem-se a proveitos que são posteriormente entregues, na íntegra, à entidade referida (Ministério das Finanças – Direção Geral dos Impostos), constituindo-se, neste caso, a Águas de Cascais, mero intermediário no processo de faturação.

IVA: Imposto sobre o valor acrecentado. O IVA poder assumir valores diferentes dependendo do tipo de produto/serviço que esteja em causa.

15

Total da fatura

Somatório das rúbricas Contas Águas de Cascais + Contas de Terceiros + IVA.
No caso ilustrado, o valor total da fatura corresponderá a 24,52€ (Águas de Cascais) + 6,69€ (Contas de Terceiros) + 1,48€ (IVA) = 32,69€.

16

Campo de mensagens

Espaço reservado para mensagens da Águas de Cascais para os seus clientes.

17

Informação dos custos em "alta"

No quadro apresentado, aparecem descriminados os custos médios unitários (€ por m³) dos serviços prestados pelas entidades gestoras dos serviço «em alta», associados ao abastecimento de água, saneamento de águas residuais e gestão de resíduos urbanos.
O calculo é feito por referência ao ano civil anterior, tendo por base o valor total da faturação associada a cada um dos serviços emitida pela entidade gestora do serviço “em alta”, a dividir pelo total de metros cúbicos de água faturados aos utilizadores finais da Águas de Cascais e usados como indexante para a faturação dos serviços de saneamento e de gestão de resíduos sólidos urbanos. Para o caso da Águas de Cascais, as entidades gestoras prestadoras de serviços “em alta”, são: Abastecimento de Água: EPAL Tratamento de Águas Residuais: Águas de Lisboa e Vale do Tejo Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos: Tratolixo